segunda-feira, 24 de março de 2014

DIRETORIA DE ENSINO

POLÍCIA MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE

domingo, 31 de janeiro de 2010

ENSINO NA PMRN

Até 1936 o nível cultural da PMRN não era dos mais apreciáveis. Não havia cursos de instrução intelectual, nem para sargentos, nem para oficiais, tanto que não era difícil encontrarem tenentes, capitães e outras patentes superiores lutando com dificuldades para desempenhar as suas missões, principalmente quando eram comissionados para cargos fora da caserna. De acordo com policiais da época, as promoções e postos, ou sejas, as divisas e estrelas eram jogadas para entre os policiais e aqueles que conseguissem pega-la seria graduado o oficial. Nada de verdade, porém, na verdade não havia critério intelectual para ser oficial ou graduado. Ao ingressar na PM, em 1980, os soldados eram quase todos analfabetos, enquanto, os oficiais, no mínimo tinham a o primeiro grau, atual ensino fundamental. As provas intelectuais dos cursos de cabos e sargentos eram elaboradas nos dois batalhões, o 1º BPM, em Natal e no 2º BPM, em Mossoró, como também no antigo CFAP-CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE PRAÇAS, atual CFAPM-CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DA POLÍCIA MILITAR e costumeiramente, antes de serem aplicadas entres os candidatos, já se sabiam quem serias os aprovados, principalmente, em Mossoró e região, não pelo falto do futuro candidato ser inteligente, e sim, pelo motivo de ser peixe do comandante ou de algum oficial superior ou ainda, amigo de um forte político. Eu nunca precisei de nenhum oficial , nem de político para ser aprovado nos cursos que participei, tendo em vista que meu peixe maior sempre foi e será DEUS e havia estudado um pouco, porém, até 1987 os cursos que participavam não era aprovado. Alias, era, porém, não tinha um peixe forte, daí era desaprovado, a prova disso foi na mudança que ocorreu em naquele ano, quando as provas passaram a ser elaboradas e aplicadas em Natal, fui aprovado nos cursos de Cabos e Sargentos.
Portanto, a história da Diretoria de Ensino da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte vem de muito longe, apesar de ter sido criada em 1995, através do decreto Nº 12514,15 DE FEVEREIRO DE 1995, sancionado pelo então governador Garibaldi Alves Filho, porém, começou a funcionar em 1936, a qual você pode ficar sabendo um pouco dessa história nos links: DIRETORIA DE ENSINO, CFAPM, APM “CEL. MILTON DE ANDRADE E CES RÔMULO WANDERLEY, todos no blog JOTA MARIA – PORTAL OESTE NEWS – A MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E ATUAIS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, com oito blogs e mais de 300 links.

O primeiro Curso de Formação de Oficiais da gloriosa e amada Polícia Militar teve início em 5 de maio de 1936, formado no antigo CFQ-CENTRO DE FORMAÇÃO DE QUADROS, posteriormente CFA-CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO, atual ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR “CEL. MILTON FREIRE”, de acordo com o livro HISTÓRIA DO BATALHÃO DE SEGURANÇA, do saudoso RÔMULO WANDERLEY, publicado em 1968, a primeira turma de oficiais formada no Estado do Rio Grande do Norte compreendeu o biênio 1936/37, que diplomou 14 alunos, realizada no CFQ: a segunda turma de 1938/39, com 14 alunos; a terceira turma, já realizada no CFA, criado pelo Decreto Nº 2.288/55

CFA-CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO

CFA – O extinto CFA-Centro de Formação e Aperfeiçoamento foi criado em 1952, pelo Decerto n° 2.283, de 5 de dezembro de 1952, sancionado pelo então governador do Estado, Dr. Silvio Piza Pedroza
O CFA era destinado a formar e aperfeiçoar oficiais, sargentos e cabos para o desempenho de suas funções na PMRN.
O FFA era constituído pelo conjunto dos seguintes cursos:
a) CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE OFICIAIS (CAO), para Capitães e primeiros tenentes antigos;
b) CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS (CFO) para os candidatos a oficial da PM;
c) CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS (CFS), para os candidatos a sargento de fileira ou empregados da Corporação
d) CURSO DE FORMAÇÃO DE CABOSS (CFC), para os candidatos a sargento de fileira ou empregados da Corporação
e) CURSO DE APERFEIÇOAMENTO DE SARGENTOS (CAS), para os sargentos possuidores, ou não, do respectivo curso de formação.
f) CURSO DE ESPECIALISTAS (CE), destinado a formação, ou aperfeiçoamento dos especialistas de diferentes graduações e compreendendo tantas turmas, quantas forem necessárias
g) CONCURSO PARA OFICIAIS não combatentes (COC), para o recrutamento de candidatos ao quadro de oficiais de serviços e especialistas.
O CAS corresponde ao comandante de pelotão a que se referia a lei de promoções da PM.
Os processos de seleção, instrução e educação (física, moral, intelectual e profissional), devem ser tais que o acesso ao oficialato e as graduações de sargentos e cabos somente eram possíveis aos que haviam revelado qualidades indispensáveis às missões que teriam de desempenhar.
Como era o plano geral de ensino no CFA
O ensino do CFA compreendia:
A) ENSINO FUNDAMENTAL
B) ENSINO PROIFISSIONAL, COMPREENDENDO:
1 – INSTRUÇÃO MILITAR
2 – INSTRUÇÃO POLICIAL
A INSTRUÇÃO PROFISSIONAL E A MILITAR CONSTITUIRIA A INSTRUÇÃO POLICIAL-MILITAR
Todo ensino noo CFA era caráter essencialmente objetivo: Mesmo em assunto aparentemente teórico, sendo materializado e exemplificado, evitando-se a instrução puramente oral. No ensino profissional, tinha em vista que o objetivo era preparar executante – para praticar atos e não para dizer como os faz.
Merecia especial atenção a educação moral e cívica. Todas as oportunidades e fatos da vida cotidiana eram aproveitados pelos professores e instrutores que, por outro lado, deveria ter sempre em mente constituir o exemplo o meio mais seguro de êxito nesse domínio.
FINALIDADE DE CADA CURSO
CFO – ministrar ensino geral fundamental constituído de conhecimentos básicos e científicos à ampliação do nível cultural teórico do futuro oficial no procedimento de sua preparação profissional e militar, e mais; instrução profissional que habitasse o futuro oficial ao eficiente exercício das atribuições de subalterno da corporação, no conhecimento dos assuntos ligados às funções de polícia propriamente dita; a instrução militar destinava a habilitar o futuro oficial na prática e conhecimento do emprego tático e técnco das diferenetes unidades e formações da corporação (até o escalão de Companhia ou equivalente), como comandante, chefe ou auxiliar sestes, nas diversas situações decorrentes do desempenho e execucação das funções policiais.
Consoante essa orientação o CFO, realizado em 3 anos, abrangendo o ensino gerall fundamental, a instrução profissional e a instrução ,ilitar referente à arma de infantaria.
CFS – Selecionava entre as praças as que melhores aptidões apresentassem para a função de sargento, mediante a apreciação das qualidades essenciais: de aptidão como monitores e, eventualmente como instrutores de pelotão e equivalente, mediante conhecimento; das atribuições do sargento no que dizia respeito à preparação e execução da instrução; e prática dos mais positivos processos de instrução.
Além de preparar os futuros sargentos para o exercício de suas funções quer como policial militar, quer no desempenho de função policial, elementar, mediante o ensino e prática de conhecimento indispensáveis; dos processos de combate, regras do serviço em campanha correspondentes, a unidades elementares de infantaria; dos fundamentos legais de autoridades policiais civis subalternos;das atribuições do sargento na vida cotidiana, quer na parte administrativa; quer nas diferentes situações.
CAS – Rever e aperfeiçoar os conhecimentos adquiridos no curso de formação de sargentos e ministrar esses conhecimentos aos sargentos sem curso.
CFC – Formar auxiliares de monitores e, eventualmente, monitores do C.C, e para de metralhadoras, mediante a prática continuada dos processos de instrução mais rendosos.
CE- Formar especialistas e artífices capazes de desempenhar as funções de suas especialidades e profissões, mediante o conhecimento e prática continuada destas, e de sua utilização no combate e em campanha. Formas sargentos, cabos e soldados capazes de serem utilizados, eventualmente no combate mediante o ensino de ligeiras noções dos assuntos correspondente às graduações.
CONCURSOS PARA OFICIAIS NÃO COMBATENTES – Selecionava candidatos que podessem bem desmpenhar as funções de oficiais não combatentes, dentro da respectiva especialidade ou profissional, dando-lhes a instrução militar indispensável ao contactoo que deveriam manter com a tropa nas diferentes situações.
DURAÇÕES DOS CURSOS
CAO – nove meses
CFO – três anos inclusive os períodos de férias escolares
CFS – seis meses
CFC – seis meses
CE – Variável, de acordo com as especialidades e profissões, de três a nove meses
COC – Concurso para oficiais não Combatentes – realizado dentro de vinte dias com período preparatório variável para a organização do programa e inscrição dos candidatos
DIRETOR GERAL
O comandante Geral da PM era o diretor geral do ensino e como auxiliar imediato e chefe do departamento de Ensino (DE)
DIRETOR DO CFA
O CFA era subordinado ao comando geral, sendo seu diretor o chefe do DE, oficial superior com o curso de aperfeiçoamento.
COMPETENCIA DO DIRETOR
L – orientar e coordenar todo o ensino, de maneira que sejam atingidos os objetivos do centro;
2 – sugerir ao comandante geral as medidas de caráter administrativo ou técnico que julgar necessárias à boa marcha do ensino;
3 – baixar diretrizes particulares para regular os trabalhos durante o ano letivo;
4 – propor ao comandante geral:
a) a designação ou dispensa de oficiais instrutores e professores civis,
a) a distribuição de professores, instrutores e auxiliares de instrutor,
c) as datas para a realização dos exames e a designação das comissões examinadoeas respectivas;
d) o desligamento de alunos que revelaraem personalidades ou temperamento incompatível com a função a que se destinam;
e( o desligamento de alunos cuja conduta civil ou militar, os incompatilize com a carreira policial militar
f) a concessão de planos escolares e outras recompensas previstas no regulamento
PROFESSORES E INSTRUTORES
Os professores eram civis postos a disposição do comando da corporação pelo Governo do estado para ministrarem o ensino fundamental e parte da instrução policial.
Os instrutores eram oficiais do Exército Brasileiro à disposição da Polícia Militar e os da corporação com curso de aperfeiçoamento.
As matérias lecionadas no CAO eram: Direito Constitucional direito Penal e Penal Militar Processo Penal Militar, geografia do Brasil, pedagogia Aplicada. Tática, organização, Cooperação e emprego das armas em serviço, Topografia, Observação, Informação e empregos das transmissões.
No CFO: Português, matemática, inglês, geografia geral e geografia do Brasil, INSTRUÇÃO MILITAR, INSTRUÇÃO POLICIAL, Educação Moral e Cívica, Direito penal, etc.
EXAME FÍSICO
O candidato deveria satisfazer as exigências seguintes:
NATUREZA DA PROVA:
- Corrida de 80 metros – 15 segundos
CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO – individual, partida livre
- CORRIDA DE 800 METROS – três minutos e trinta segundos
CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO – Em turma com um guia de passada regulada
- SALTO COM ALTURA – 1,15m
CONDIÇÃO DE EXECUÇÃO – Eram permitidas três tentativas
TREPAR EM LARGURA
CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO – Fazia uma subida numa barreira a livre escolha (com oitiva ou com auxílio de uma perna) e subir 3 metros em corda lisa, partindo da posição de pé.
-LEVANTAMENTO DE PESO – 5 kilos – 12,00m
CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO – Com duas mãos sucessivamente. O resultado era a soma das distâncias obtidas com as duas mãos. Eram permitidas três tentativas
LEVANTAR E TRANSPORTAR UM FARDO DE TRINTA QUILOS A 50 METROS – 20 SEGUNDOS
CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO – Carregamento livre. Contagem do tempo de levantar o fardo até transpor a meta da chegada
CURSOS DE OFICIAIS NO CFA
O curso de Formação de Oficiais no Centro de Formação e Aperfeiçoamento funcionou de 1952 a 1972. Depois de 1972, ocorreram mudanças, e o CFA foi extinto, sendo necessário que a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte recorresse a outras co-irmãs, com a finalidade de formar seus oficiais. A primeira turma compreendendo o triênio 1953/55, com sete anos; a segunda turma de 1955/57, com seis alunos; terceira, de 1957/59, com 17 anos; quarta, de 1960/62, com 21 alunos; quinta, de 1966/96, com 15 alunos/ e sexta turma, de 1969/72, com oito alunos.
Portanto, no período de 1952 a 1972, o CFA preparou 74 candidatos, em seis turmas no Curso de Formação de Oficiais.

DECRETO DANDO NOVA DENOMINAÇÃO AO CFQ DA PMRN


DECRETO Nº 2.288, DE 5 DE DEZEMBRO DE 1955
Dá nova denominação ao Centro de Formação de Quadro da Polícia Militar e baixa no regulamento para o mesmo
O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, usando da atribuição que lhe confere o art. 45, nº I, da Constituição Estadual,
DECRETA:
Art. 1º O ATUAL centro de formação de quadro (CFQ), DA Polícia Militar passa a denominar-se de CENTRO DE FORMAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO (CFA).
Art. 2º - Fica adotado no CFA da Polícia Militar o regulamento que com este baixo, assinado pelo Secretário Geral do estado.
Art. 3º - O presente Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas todas as disposições em contrário.
SILVIO PIZZA PEDROSA
Natal-RN, 5 de dezembro de 1952, 64 da República
CONHEÇA A SEGUIR OS DADOS PESSOAS DAS TURMAS DE OFICIAIS FORMADAS NOS ANTIGOS CFQ E CFA/RN
TURMA 1936

INÍCIO 5/5/1937
1 – 3º SGT ABEL MARTINS DE SOUZA, natural de Natal, nascido a 29/11/1916, filho de Miguel Martins de Souza e de Belarmina Petronila de Souza. Praça de 6 de janeiro de 1936. Faleceu no dia 25 de julho de 1997.
2 – CLIDENOR TEONÁCIO BEZERRA.
3 – JOSÉ FRANCO RIBEIRO, natural de Goianinha-RN, nascido a 28 de novembro de 1918, filho de João Franco Ribeiro e Maria Aciole Ribeiro. Praça de 2 de julho de 1934.
4 – ANTONIO MOZAET SOARES
5 – ARCÍRIO Alírio Trigueiro, natural de Nova Cruz, nascido a 3 de setembro de 1916 e faleceu a 25 de maio de 2006, filho de José Trigueiro Sobrinho e de Maria Jesuíno Trigueiro.
6 – JOSÉ ANTONIO DA SILVA, natural de Pombal-PB, nascido a 25 de maio de 1907, filho de Antonio Alves da Silva e Juventina Maria da Conceição. Faleceu em Natal em 15 de janeiro de 2004, com 97 anos de idade.
7 – ALTINO CORDEIRO DE PAULA. Faleceu no dia 7 de janeiro de 2001.
8 – Enéas de Araújo.
9 – JOÃO FIRMINO SALES, natural de Nísia Floresta-RN, nascido a 1º de abril de 1906, filho de Firmino José de Sales e Joaquina Carolina de Sales. Praça de 12 de maio de 1927 e faleceu no dia 25 de janeiro de 1998.
10 – JOSÉ REINALDO CAVALCANTI, natural de Natal-RN. Faleceu em sua terra natal no dia 1 de agosto de 1998, conforme certidão de óbito nº 28795, do 4º Ofício de Natal.
11 – JOSÉ EVANGELISTA, natural de Pedro Velho-RN, nascido a 3 de agosto de 1909, filho de João Evangelista Nunes e de Maria Fausta do Amor Divino. Praça de 31 de outubro de 1935.
12 – MANOEL ALVES FREIRE, natural de Natal, nascido a 14 de janeiro de 1907, filho de Moises Moreira e Maria Dionísio do Nascimento. Praça de 6 de outubro de 1924.
13 – JOSÉ SILVÉRIO ABDON, natural de Natal. Faleceu no dia 1 de agosto de 1998.
14 – Celso Carlos Pinheiro, nascido a 15 de novembro de 1902, natural de Nova Cruz-RN.
15 – JOSÉ FERNANDES DE LIMA, natural de Natal, nascido a 19 de janeiro de 1945, filho de Francisco das Chagas de Lima e de Isabel Ferreira de Lima. Faleceu no dia 27 de setembro de 1963.
1939
16 - ANTONIO ANTENOR TRIGUEIRO.
17 – CARLOS FERNANDES DA COSTA.
18 – FRANCISCO FERNANDES BORGES
19 – IRAEL BOTELHO
20 – JOÃO CÂNDIDO RODRIGUES
21 – JOSÉ GURGEL PINTO
22 – JOSÉ MESQUITA
23 – SEBASTIÃO DE SOUZA REVOREDO, natural de Natal, nascido a 7 de janeiro de 1917, filho de Manuel de Souza Revoredo e Maria Dalila Revoredo.Praça de 1 de janeiro de 1934
24 – ANTONIO MORAIS NETO
25 – EUCLIDES MOREIRA E SILVA
26 – JOSÉ REVOREDO FILHO
27 – JOSÉ DE SOUZA REVOREDO
28 – RAIMUNDO LEOCÁDIO
29 – ZEFERINDO GOMES DE OLIVEIRA, natural de Touros.
30 – EPITÁCIO MACIEL
31 – JOSÉ GURGEL FERREIRA PINTO, natural de Apodi.
1945
32 – IVO CARLOS PINHEIRO, natural de Nova Cruz-RN, nascido a 17 de agosto de 1903 e faleceu em Natal no dia 10 de fevereiro de 1975, filho de Joaquim Anselmo Pinheiro
33 – JOAQUIM BERNARDINO DE SOUZA FILHO
34 – JOSÉ PINTO FREIRE, natural de Natal, filho de Nilson Geraldo Freire e Maria Augusta Botelho Freire.
35 – RAFAEL AFONSO DE OLIVEIRA, natural de Luís Gomes-RN.
36 – ALFREDO BATISTA DE OLIVEIRA
37 – DURVAL BARBOSA DE SIQUEIRA, ingressou na PM em 1 de fevereiro de 1938 e transferido para a reserva remunerada em 11 de março de 19777, com 39 anos de serviço.
38 – EURIPEDES PRAXEDES DE MEDEIROS, natural de Natal. Faleceu em Natal no dia 21 de janeiro de2002.
39 – FRANCISCO ASSIS DA SILVA
40 – GERALDO GONZAGA DA COSTA, natural de Natal.
41 – HIPÓLITO CORSINO DO NASCIMENTO, natural de Natal, nasceu a 14 de outubro de 1921.
42 – JOSÉ CABRAL DA TRINDADE
43 – JUVENAL ANDRELINO DE SOUZA, natural da Paraíba, nascido a 26 de junho de 1921, filho de Manoel Andrelino de Souza e de Celestina Anedina de Souza. Faleceu em 9 de junho de 1999. Foi o primeiro prefeito da cidade de Afonso Bezerra, em 1954, nomeado pelo governador Silvio Pedrosa
44 – LUIZ GONZAGA DE FREITAS
45 – SALOMÃO AQUINO PEREIRA
46 – SEBASTIÃO MEDEIROS DE AGUIAR, natural de Natal, nascido a 20 de setembro de 1920, filho de João Julio de Aguiar e de Joaquina Medeiros de Aguiar. Ingressou na PM em 1 de setembro de 1942, na condição de soldado, passando por todas graduações e postos da Polícia Militar. No dia 21 de setembro de 1979, no posto de coronel foi transferido para a reserva remunerada, com 37 anos e 24 dias de efetivo e bons serviços.
Destacando-se sempre no cumprimento das missões que lhe foram confiadas ao longo do tempo, o Coronel Sebastião conseguiu fazer-se credor da admiração e do respeito dos seus camaradas.
Exerceu quase todas as funções inerentes aos postos da sua hierarquia, demonstrando eficiência, tiracínio, zelo, disciplina e acurado senso de responsabilidade. Foi comandante de Companhia e de Batalhão, Tesoureiro, Diretor de Ensino, Inspetor de Zona Policial-Militar, Sub Chefe do Estado Maior, Instrutor de Cursos de Formação e Aperfeiçoamento de Oficiais, tendo, em todas as situações, realçado o seu sentido prático e a sua dedicação ao trabalho.
No âmbito da Secretaria de Segurança Pública, o Coronel Sebastião exerceu por diversas vezes a função de delegado de polícia da Capital e do Interior do Rio Grande do Norte, culminando com o exercício da função de Delegado de Ordem Política. Ao tempo em que esteve à disposição da SSP recebeu, sempre, os melhores elogios dos seus superiores, e a admiração dos seus concidadãos. Na reserva exerceu a função de secretário estadual, no governo de Geraldo Melo assumiu o Gabinete da Casa Militar.
Faleceu em Natal no dia 5 de abril de 2006.
47 – ALBERTO MANSO MACIEL
48 – JOSÉ MEDEIROS DE AGUIAR, natural de Natal, nascido a 20 de setembro de 1920, filho de João Julio de Aguiar e de Joaquina Medeiros de Aguiar.

49 – PEDRO NUNES DOS SANTOS, natural de Natal, nascido a 28 de setembro de 1916, filho de Ivo Nunes de Souza. Ingressou na PM em 3 de agosto de 1936, como soldado. Ingressou na reserva remunerada em 25 de abril de 1960. Concluiu o Curso de Formação de Sargento no ano de 1945. Foi declarado a aspirante em 24 de dezembro de 1946; segundo tenente em 1º de junho de 1950; primeiro-tenente em 24 de janeiro de 1951; capitão em 6 de dezembro de 1954; major em abril de 1959; tenente coronel em 31 de março de 1960. No dia 5 de abril 1960 foi promovido ao posto de coronel.
1955
50 – ANTONIO OLEGÁRIO DOS SANTOS.
51 – EDMILSOM FERNANDES HOLANDA, natural de Pau dos Ferros, nascido a 14 de janeiro de 1926, filho de Antonio Fernandes Sampaio e Maria Marcelina de Holanda.
52 – GERALDO LAURENTINO DA SILVA, natural de Alexandria-RN, nascido a 19 de abril de 1927 e faleceu em 4 de fevereiro de 2004.
53 – JOSÉ ALMEIDA DA SILVA, natural de Patu-RN. Praça de 22 de março de 1944, na condição de soldado e transferido para a reserva no posto de coronel em 19 de fevereiro de 1979. No dia 15 de abril de 1955, foi declarado aspirante-a-oficial e concluiu o Curso de Aperfeiçoamento de oficiais em 4 de julho de 1962. Como oficial foi delegado em várias cidades potiguares. Foi ajudante de Ordem do Governador Dinarte Mariz. Era um bom policial, amigo do subordinado. Era filho de um humilde agricultor; quase sem chance e com pouco conhecimento, chegou em Natal, sentou-se praça e foi adquirindo conhecimento, se promovendo devagar até chegar no posto de coronel. Em Natal também foi comandante da Companhia de Guarda e Policiamento.
54 – JOSÉ LUIS SOARES, natural de Natal, nascido a 8 de dezembro de 1929, filho de Luiz Laurentino Soares e Joana D’arc Soares. Transferido para a reserva remunerada em 1º de fevereiro de 1986
55 – LAURO DE OLIVEIRA GALVÃO

56 – LUIS FIRMINO DA SILVA, natural de Assu, nascido a 28 de novembro de 1928 e faleceu em Natal no dia 20 de outubro de 2002. Filho de Francisco Firmino da Silva e Maria Modesta da Conceição

57 – ARI MEDEIROS DE AGUIAR, natural de Natal, nascido a 8 de novembro de 1929, filho de João Julio de Aguiar e de Joaquina Medeiros de Aguiar. Ingressou na PM em 1 de setembro de 1942, na condição de soldado, passando por todas graduações e postos da Polícia Militar. Faleceu em Natal no ano de 1996

58 – FRANCISCO BEZERRA CARLOS, natural de Frutuoso Gomes, nascido a 14 de agosto de 1931, filho de Januário Carlos Câmara e Maria Amélia Câmara. Faleceu no dia 5 de julho de 2008

59 – GERALDO DE OLIVEIRA MAIA, natural de Limoeiro do Norte, nascido a 8 de dezembro de 1934, filho de Cassino Moreira Maia e Francisca Morais de Aquino.Ingressou na Polícia Militar no de 2 de maio de 1955. Foi declarado aspirante em 27 de junho de 1957; 2º tenente em 22 de outubro de 1957; 1º tenente em 15 de abril de 1959; capitão em 20 de abril de 1961; major em 21 de agosto de 1976, tenente-coronel em 21 de agosto de 1980 e coronel em 1987. Foi transferido para a reserva em 11 de janeiro de 1989.
60 – GENIVAL OTAVIANO DE SOUZA. Natural de Santa Fé-PB, nascido a 15 de novembro de 1923, filho de Francisco Otaviano de Souza e de Querubina Enedina de Souza.
61 - JOSÉ GONÇALVES DE AMORIM, natural de Natal.Ingressou na PM em 3 de fevereiro de 1953, como soldado da então Companhia de Instrução, com o número 1.092. Em 15 de novembro de 1953 foi promovido na graduação de Cabo músico e m fevereiro de 1954 foi promovido a 3ª sargento.
62 – SEGUNDO FRANCISCO DA ROCHA, natural de Lajes, nascido a 24 de março de 1925, filho de Segundo Francisco da Rocha e Francisca Honório da Rocha. Faleceu em Natal no dia 16 de setembro de 2004.
63 – ARMINDO MEDEIROS DE AGUIAR, natural de Natal, nascido a 2 de abril de 1935, filho de João Julio de Aguiar e de Joaquina Medeiros de Aguiar.
64 – AURELIANO RODRIGUES DE OLIVEIRA
65 – FRANCISCO DE SOUZA NUNES

66 – FRANCISCO PEREIRA DO NASCIMENTO...............................
67 – Francisco Fernandes da Silva, natural de Luís Gomes, nascido 24 de novembro de 1935, filho de Teofilio Eduvirgens da Silva e Maria Fernandes da Costa. Transferido para a reserva em 18 de junho de 1988, no posto de coronel.
68 – GERALDO BENTO DE SOUZA, natural de Natal. Faleceu em 1976, depois de ter sofrido meses antes uma profunda cutilada de faca-peixeira, desferida por um débil mental na cidade de Pau dos Ferros. O mesmo na época da tentativa de morte exercia o comando da 2ª Companhia de Polícia Militar daquela cidade, atual 7º BPM.
69 – João Galvão da Silva, natural de São José de Mipibu-RN, nascido a 30 de outubro de 1929, filho de Luiz Galvão da Silva e Maria Galvão da Silva. Transferido para a reserva 1º de janeiro de 1986, no posto de coronel.
70 – JOÃO SOARES DE MEDEIROS
71 – JOÃO LUIZ DE FRANÇA

72 – JOSÉ LOPES FERNANDES. Natural de Marcelino Vieira, nascido a 29 de dezembro de 1936, filho de Vicente Bezerra e Marfia Lopes Fernandes. Ingressou na Polícia Militar 8 de abril de 1957. Foi declarado a aspirante em 25 de agosto de 1959; s
2º tenente em 26 de novembro de 1959,; 1º tenente em 9 de janeiro de 1961, capitão em 30 de janeiro de 1966; major em 25 de dezembro de 1976, tenente coronel em 21 de agosto de 1980; coronel em 25 de dezembro de 1983. Em 5 de agosto de 1985 foi transferido para a reserva remunerada no posto de coronel. É casado com Maria Valderila Bezerra Fernandes e pai do major PM Maximiliano Luiz Bezerra Fernandes, natural de Mossoró, nascido a 4 de junho de 1974.
73 – JOSÉ FERNANDES DE OLIVEIRA
74 – JOSÉ LUÍS SOARES, natural de Natal, nascido a 8 de dezembro de 1929, filho de Luiz Laurentino Soares e Joana D. Soares. Transferido para a reserva remunerada em 1º de janeiro de 1986, no posto de tenente coronel.
75 – MARCÍLIO PINTO DA SILVA, natural de Apodi, nascido a 22 de dezembro de 1937 e faleceu em Natal em 29 de setembro de 1991.
76 – PEDRO RODRIGUES DOS SANTOS, natural de Martins, nascido a 20 de novembro de 1932, filho de Elias Rodrigues dos Santos e Francisco Maria da Luiz. Transferido para a reserva remunerada em 3 de maio de 1990, no posto de tenente coronel

77 – VALDOMIRO FERNANDES DA SILVA, natural de Natal, nascido a 20 de setembro de 1935, filho de Pedro Fernandes da Costa e Julieta Fernandes da Costa, Faleceu em sua terra natal no dia 5 de maio de 2006.

78 – VIRGÍLIO TAVARES DA SILVA, natural de São José de Mipibu, nascido a 3 de maio de 1933.
79 – JOSÉ NICODEMUS COUTO DA SILVA, natural de Areia Branca, nascido a 14 de novembro de 1937, filho de José Antonio da Silva e Elita Couto da Silva. Transferido para a reserva em 18 de fevereiro de 1992, no posto de coronel.
1962

80 – ALGEMIR MARINHO PESSOA, natural de Natal, nascido a 7 de fevereiro de 1940, filho de Gentil Marinho Pessoa e de Palmira de Souza Marinho. Foi transferido para a reserva remunerada em 2 de setembro de 1988 e faleceu em sua terra natal no dia 18 de outubro de 2006.
81 – BENEDITO FLORÊNCIO DE QUEIROZ, natural de Caicó, filho de Sebastião Florêncio de Queiroz e Luzia Neves de Queiroz. Em 1981 se transferiu para a inatividade e foi ser professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
82 – CÍCERO FIGUEIREDO DE MENDONÇA Sobrinho, natural de Jardim de Piranhas - RN, nascido a 21 de julho de 1940, filho de Zacarias Figueiredo de Mendonça e Celina Gomes de Mendonça. Transferido para a reserva remunerada em 5 de maio de 1995. Faleceu em Natal em 2003.
83 – CLÁUDIO FERREIRA DA SILVA, natural de Natal, nascido a 1 de abril de 1939, filho de pai não declarado e Letice Ferreira da Silva. Ingressou na reserva remunerada em 26 de julho de 1990 e faleceu em sua terra natal em 25 de maio de 2003.
84 – DOMILSON DAMÁSIO DA SILVA
86 – Francisco Bezerra Câmara, natural de São Rafael-RN, nascido a 9 de abril de 1940, filho de Abílio Pinheiro da Câmara e Fabiana Barros da Câmara. Reserva em 10 de janeiro de 1996.
87 – DAMASCINCLITO MEDEIROS MOREIRA DE MENEZES
89 – FRANCISCO LIBÓRIO DOS SANTOS, natural de São Paulo do Potengi, nascido a 17 de fevereiro de 1939, filho de Pedro Enéas dos Santos e Isabel Libório dos Santos. Reserva em 10 de março de 1987, no posto de coronel.
90 – FRANCISCO ARNAUD LOPES, natural de Pau dos Ferros, nascido a 4 de março de 1936, filho de Wilson Henrique Arnoud e Isabel Lopes Andrade. Reserva em 19 de abril de 1983.
91 – IRENEU RAIMUNDO DE SOUZA, natural de Macaíba-RN, nascido a 10 de fevereiro de 1939, filho de João Raimundo Sobrinho e Alice Correia de Souza. Reserva em 6 de junho de 1987.
92 – IDERVAL GERMANO DA COSTA
93 – IARANDIR DE AGUIAR, natural de Santo Antonio-RN, nascido a 21 de maio de 1938, filho de Luiz Antonio Aguiar e Benigna Cirraira de Aguiar. Faleceu em 18 de fevereiro de 2002, no posto de capitão.
94 – IOVALDO JOSÉ PEREIRA DE ANDRADE.
95 – JOSÉ FRANCISCO PEREIRA, natural da então e atual cidade do Lastro, na época, município de Sousa-PB, mas com dois anos de idade foi residir com seus pais na cidade de Alexandria-RN, nascido a 13 de agosto de 1933, filho de Francisco Pereira da Silva e Maria Antonia da Conceição.
96 – JOSÉ FREIRE SOBRINHO
97 – JOSÉ FONTES SOBRINHO, natural de Natal, nascido a 19 de março de 1943, filho de Edson Vital Fontes e Francisca Soares Fontes. Havia ingressado na Polícia Militar em 11 de janeiro de 1960, na graduação de soldado PM, com o número 60.028.
98 – LUIZ PEREIRA, natural de Touros, nascido a 10 de janeiro de 1937.
99 – LUCIANO CHACON DE LIMA, natural de Arez-RN, nascido a 19 de fevereiro de 1940, filho de Alfredo Januário de Lima e de Sebastiana Chacon de Lima. Reserva em 21 de janeiro de 1986.
100 – MAURO TEIXEIRA DE SOUZA
101 – ODILON LEANDRO BORGES, natural de Natal, nascido a 17 de maio de 1939, filho de Francisco Leandro Borges e Naci Leandro Borges. Reserva em 2 de setembro de 1988.
102 – PEDRO PAULO ALVES

103 – SIMAR LASFIR SOARES, natural de Macaíba, nascido a 24 de novembro de 1941, filho do coronel PM Antonio Mozart Soares e Edite Araújo Soares. Reserva em 30 de março de 1988.
104 – MANOEL MAIA, natural de Catolé do Rocha-PB, nascido a 23 de fevereiro de 1924, filho de Honorato Santos dos Santos e Josefa Maria da Conceição. Faleceu em Natal no dia 13 de setembro de 2002
1966
105 – CARLOS ADEL TEIXEIRA DE SOUZA, natural de Natal, nascido a 19 de fevereiro de 1943, filho de Adel Geraldo Teixeira de Souza e Maria Ricardo Vieira.
106 – CARLOS ALBERTO DE ARAÚJO, natural de Natal-RN, nascido a 2 de novembro de 1943, filho de Manuel de Castro Nobre e Consuelo Viana Nobre.
107 – LUIZ PINHEIRO DE ARAÚJO, natural de São José de Campestre-RN, nascido a 14 de outubro de 1944, filho de Pedro Pinheiro Sobrinho e Maria Pinheiro de Araújo.


108 – NILSON SILVEIRA VASCONCELOS, natural de Natal, nascido a 25 de agosto de 190, filho de Newton Silveira Vasconcelos e Iraci Cavalcante de Vasconcelos. Reserva em 18 de agosto de 1985, no posto de coronel.
109 – FRANCISCO DE ASSIS PAIVA, natural de Natal, nascido a 30 de março de 1946, filho de Antonio Adelino de Paiva e de Luzia Gomes de Paiva. Reserva em 1999, no posto de coronel.
110 – JOSEMAR DANTAS, natural de Natal, nascido a 6 de junho de 1948, filho de João Patrício Dantas e Maria das Dores Dantas.

111 – Luiz Monteiro da Silva, natural de Itaporaroca-PB, nascido a 9 de dezembro de 1944 , filho de João Batista de Melo e Maria Tereza Monteiro.
112 – José Deusamar de Souza Fernandes, natural de Natal, nascido a 21 de novembro de 1949, filho de Antonio de Souza Soares e Maria Edite Fernandes.

113 – OZIRES LAGO DE SOUZA, natural de Touros, nascido a 6 de outubro de 1943, filho de Adauto Candido de Souza e Antonia Lago de Souza. Reserva em 3 de março de 1993.
114 – ALAIR SANTOS DE LIMA, natural de Natal, nascido a 24 de abril de 1947, filho de Manoel Maximiliano de Lima e Maria dos Santos de Lima.
1968

115 – ANTONIA PÁDUA CRIZANTO, natural de Nova Cruz-RN, nascido a 21 ,de fevereiro de 1939, filho de Francisco Gomes Crizanto e Maria Madalena Limeira Crizanto.Havia ingressado na Polícia Militar na graduação de soldado, passando pelas graduações de Cabo e Sargento.

116 – ALTAMITO GALVÃO DE PAIVA, natural de Natal, nascido a 8 de abril de 1946, filho de Olavo Xavier de Paiva e Gloina Galvão de Paiva. Reserva em 7 de dezembro de 1948. Foi comandante geral da Polícia Militar.
117 – CARLOS ALBERTO NOBRE
118 – CARLOS ADEL TEIXEIRA DE SOUZA
119 – FRANCISCO DE ASSIS PAIVA, natural de Natal, nascido a 30 de março de 1946, filho de Antonio Avelino de Paiva e Luzia Gomes de Paiva
120 – JOÃO BOSCO JOSINO, natural de Portalegre-RN, nascido a 29 de agosto de 1946, filho de Alcebades de Paiva e Terezinha Campus de Lima. Reserva em 9 de abril de 1994.
121 – JOSÉ HUMBERTO DE LIMA, natural de Espírito Santo-RN, nascido a 19 de maio de 1951.
122 – JOSÉ EUSTÁQUIO DE MORAIS, natural de Pau dos Ferros, nascido a 20 de setembro de 1939, filho de José Florêncio de Morais e Francisca Morais de Aquino. Reserva em 10 de novembro de 1987.
123 – SEBASTIÃO PEREIRA DE SOUZA, natural de Natal.
1969
124 – HUGO NUNES DE MELO, natural de Currais Novos, nascido a 6 de abril de 1949, filho de Manoel Veridiano de Melo e Ana Nunes de Melo
125 – MILTON ALBUQUERQUE, natural de Natal, nascido a 28 de fevereiro de 1946, filho de Jucelin Albuquerque e Francisca Targino dos Santos.
126 – MURIVALDO MASCULINO ALEXANDRIA, natural de Natal, nascido a 27 de março de 1946, filho de Antonio Masculino de Alexandria e Maria da Cruz Alexandria
127 – ESCOLÁSTICO MATIAS, natural de Pau dos Ferros, nascido a 16 de fevereiro de 1946, filho de João Matias Nunes e Maria Ferreira da Silva
128 – EDÍLSON DOS SANTOS LIMA, natural de Macau, nascido a 29 de julho de 1951, filho de Genésio Cabral de Lima e Laura Avelina dos Santos.
129 – Emanuel Freire de Melo, natural de Natal, nascido a 14 de março de 1948, filho de João Freire de Melo e Cecília Nicolau de Souza.

130 – EXPEDITO FERREIRA DE SOUZA , natural de Alexandria-RN, nascido a 24 de fevereiro de 1950, filho de Pedro Ferreira de Souza e Alsenila Ferreira da Costa. No posto de 1º tenente transferiu-se para a reserva remunerada, tendo em vista ter ingressado na magistratura e hoje galga o posto de desembargador.

131 – LUIZ FRANKLIN GADELHA FILHO, natural de NOVA Cruz, nascido a 26 de novembro de 1949, filho de Luiz Gadelha de Assunção e Ana Bezerra Gadelha. Foi comandante geral da Polícia Militar.
1970

132 – FÁBIO JOSÉ MOREIRA, natural de Santa Cruz-RN, nascido a 12 de outubro de 1950, filho de João Moreira da Silva e Julieta Moreira da Silva. Praça de 20 de julho de 1970 e oficial em 14 de dezembro de 1973
133 – EPITÁCIO CAVALCANTE NETO
134 – LUIZ FERREIRA DA COSTA
ANTENIR ANDRADE NUNES DE OLIVEIRA
135 –, ANTENOR NEVES DE OLIVEIRA JÚNIOR, natural de Parnamirim-RN, nascido a 12 de agosto de 1945, filho de Antenor Neves de Oliveira e Nair Andrade de Oliveira.
136 – PAULO FRASSATTI DE OLIVEIRA DE OLIVEIRA, natural de Serra de São Bento-RN, nascido a7 de novembro de 1950, filho de Manoel Dias Machado e de Maristela Dalva Crizanto. Praça de 21 de julho de 1970.

137 – VALDENOR FELIX DA SILVA, natural de Cerro Cora-RN, nascido a 15 de julho de 1942, filho de Antenor Felix da Silva e Rosina Secundo da Silva. Praça de 2 de fevereiro de 1969. Reserva em 4 de fevereiro de 1999
01 – CLOVIS ALBERTO CÂMARA, natural de Piranhas-GO, nascido a 14 de março de 1950, filho de Aguinaldo Nobre da Câmara e Zilda Santos.

138 – FRANKLIN FIRMINO DA SILVA, natural de Natal, nascido a 12 de setembro de 1953, filho do Coronel Luiz Firmino da Silva e Francisca Batista da Silva
03 – LUIZ PEDRO DOS SANTOS, natural de Pau dos Ferros, nascido a 9 de novembro de 1953, filho de João Alves Sobrinho e de Antonia Alves de Souza. Ele havia ingressado na Polícia Militar em 14 de junho de 1971, na graduação de Soldado PM, com o número 71.045.

139 – JOSEMAR TAVARES CÂMARA, natural de Passagem-RN, nascido a 15 de abril de 1950, filho de José Arruda Sobrinho e Francisca Tavares Câmara.

140 – MANOEL MARQUES DE MELO, natural de Maranguape-RN, nascido a 11 de novembro de 1950, filho de Francisco Moreira da Silva e Virginia Marques de Melo.
141 – NELSON FERREIRA DE LIMA
07 – FRANCISCO CANINDÉ DE PAIVA, natural de Pau dos Ferros, nascido a 16 de agosto de 1948, filho de Cândido Eufrásio e Maria de Souza Paiva. Havia ingressado na PM em 6 de setembro de 1970, na graduação de Soldado PM, com o número 70.047.
142 – IVALDO ALVES DE SOUZA, natural de Pau dos Ferros, nascido a 9 de setembro de 1953, filho de João Alves Sobrinho e Antonia Alves de Souza
143 – GLICÉRIO EDUVIRGENS DA SILVA, natural de Luís Gomes-RN, nascido a 21 de dezembro de 1948, filho de Teófilo Edurgens da Silva e Maria Emilia Fernandes.Havia ingressado na PM em 13 de março de 1970, na graduação de Soldado PM, com o número 70.129. Passou para a reserva remunerada em 14 de abril de 2005.

144 - FÁBIO JOSÉ MOREIRA, natural de Santa Cruz-RN, nascido em 12 de outubro de 1950, filho de João Moreira da Silva e de Julieta Moreira da Silva. Ingressou na Polícia Militar em 20 de julho de 1970, na condição de aluno-a-oficial. Foi declarado aspirante-a-oficial em 14 de dezembro de 1973.
OBS. Se porventura, você venha encontrar algo de errado nos dados acima citados, por favor, faça um comentário divulgando o erro e mostrando o certo, principalmente no que diz respeito a última turma de oficiais formadas em 1972, tendo em vista que não tenho a devida certeza que foi formada aqui no Rio Grande do Norte ou em outra federação

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

MAIS

HISTÓRICO DA DE PMRN



Diretoria de ensino é um órgão de direção da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte, a qual é responsável pela política de ensino da Corporação, criada através do decreto n} 12514, de 15 de fevereiro de 1995. Tem suas instalações encravadas no Quartel do Comando Geral, situada na Avenida Rodrigues Alves, s/nº, bairro do Tirol, Natal-RN, que teve como primeiro diretor o Coronel PM GLICÉRIO EDUVIRGES DA SILVA. Os policiais militares da DE fazem parte de serviço voltado para o ensino, enquanto que, parte desse efetivo fazem parte das administrações da Academia de Polícia Militar “Cel. Milton Freire”, Centro de Estudos Superiores “Rômulo Wanderley (Lei nº 6.721, de 7 de dezembro de 1994), e Centro de Formação e Aperfeiçoamento da Polícia Militar. Eles são envolvidos com a operacionalização dos projetos realizados pela Diretoria de Ensino, fornecendo uma política capaz de formar, qualificar e aperfeiçoar os policiais militares da PMRN, preparando-os para integrarem a sociedade como profissionais, buscando sempre a satisfação do cidadão potiguar
Conheça um pouco da história desses órgãos nos links direcionados a eles
EX-DIRETORES
TC – GLICÉRIO EDUVIRGES DA SILVA – 1995
TC – JOSÉ HUMBERTO DE LIMA – 2001
TC – FRANCISCO DA ROCHA SILVA – 2003
TC – GEILTON PROTÁSIO BENTES – 2003
TC – DURVAL DE ARAÚJO LIMA – 2006
TC – GEILTON PROTÁSIO BENTES - 2006

PORTAL TERRAS POTIGUUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUUARES NEWS
A MAIOR FONTE DE INFORMAÇÕES ANTIGAS E ATUAIS DO RN, COM 8 BLOGS E 460 LINKS, DOS QUAIS, 47 SÃO REFERENTES A PMRN

ARQUIVO DO LINK DIRETORIA DE ENSINO PMRN

Quem sou eu

Minha foto
Jose Maria das Chagas, nasci no sítio Picada I. em Mossoró-RN,filho do assuense MANUEL FRANCISCO DAS CHAGAS e da mossoroense LUZIA FRANCISCA DA CONCEIÇÃO, com 14 irmãos. Ingressei nas fileiras da gloriosa e amada Polícia Militar do Rio Grande do Norte no dia II-VII-MCMLXXX com o número 80412. Casei-me em XV-IX- MCMLXXXIII com a apodiense MARIA ELIETE BEZERRA (XXIII-VIII-MCMLXIII), pai de 5 filhos: PATRÍCIA ( NASCIDA A XVII - VIII - MCMLXXXIII FALECIDA EM VIII - XI - MCMLXXXV), JOTAEMESHON WHAKYSHON (I - X - MCMLXXXVI), JACKSHON (FALECIDO) E MARÍLIA JULLYETTH (XXIX - XI - MCMXC).Atualmente convivo com outra apodiense KELLY CRISTINA TORRES (XXVIII-X - MCMLXXVI), pai de JOTA JÚNIOR (XIV - VII - IMM). JÁ PUBLIQUEI TRÊS TRABALHOS: CHIQUINHO GERMANO -A ÚLTIMA LIDERANÇA DOS ANOS 60 DO SERTÃO POTIGUAR, COMARCA DE APODI EM REVISTA e A HISTÓRIA DA COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR DE APODI